Como os psicólogos investigativos ajudam a polícia?

Psicólogos investigativos ajudam a polícia, fornecendo informações sobre crimes e infratores baseados em fatos e evidências cientificamente estabelecidos. Eles podem ajudar em todos os tipos de crimes, não apenas aqueles vistos como potencialmente cometidos por psicopatas.

Os psicólogos investigativos podem ajudar a polícia a tomar decisões ao longo de uma investigação para garantir que a polícia concentre seus esforços onde é mais provável que produza resultados, fornecendo informações sobre importantes características pessoais ou padrões de comportamento do agressor. Tais insights podem incluir: quais fatores do crime são mais importantes; em que área o agressor provavelmente viverá; e é provável que o agressor cometa outro crime. Esta informação significa que a polícia pode direcionar recursos nas áreas mais apropriadas, criminosos conhecidos apropriados podem ser considerados e pesquisas de banco de dados relevantes podem Investigação Empresarial ser realizadas. Essas idéias são todas baseadas em raciocínio científico a partir de informações já coletadas e aplicação de princípios psicológicos. Isso dá credibilidade às informações coletadas como resultado, nas quais um caso legal pode ser posteriormente fundamentado.

Os psicólogos desse campo também podem fornecer à polícia informações sobre como entrevistar efetivamente testemunhas e interrogar suspeitos com base em suas avaliações dos indivíduos e do crime usando métodos psicológicos testados. Eles também podem revisar os interrogatórios e discutir a probabilidade de engano, credibilidade e honestidade.

Além disso, os psicólogos investigativos podem ajudar a polícia de maneira proativa, discutindo teorias psicológicas e descobertas científicas sobre assuntos como controle de multidões e ordem pública.